politica

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016 08:35

Delação repleta de inverdades, afirma Wagner

Jaques Wagner deixou claro que o relacionamento que teve com Cláudio Mello e com qualquer representante de outras empresas sempre foram norteados na defesa dos interesses do estado da Bahia

Ex-governador Jaques Wagner (PT) tinha o apelido de “Pólo” na Odebrecht

O ex-governador da Bahia e ex-ministro chefe da Casa Civil do Governo Dilma Jaques Wagner enviou a imprensa depois de ser citado na delação pelo executivo da Odebrecht Claudio Mello Filho,  como beneficiado de caixa dois a e acabou revelando seu apelido como era chamado dentro da empreiteira.

“Trata-se de uma delação repleta de inverdades”. A afirmação foi feita pelo ex-governador Jaques Wagner a respeito do depoimento prestado pelo executivo da Odebrecht Claudio Mello Filho. Wagner estranhou o conteúdo e a divulgação de uma delação que nem homologada foi pela autoridade competente, que é o Supremo Tribunal Federal (STF).

Jaques Wagner deixou claro que o relacionamento que teve com Cláudio Mello e com qualquer representante de outras empresas sempre foram norteados na defesa dos interesses do estado da Bahia. “Estou absolutamente tranquilo porque não houve qualquer ato ilícito. Vou  defender de forma intransigente o completo esclarecimento dos fatos porque a sociedade tem o direito de conhecer a verdade”, concluiu o coordenador executivo do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (Codes) do Governo do Estado.

Redação CN



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.