A diretoria do PT está trabalhando com a possibilidade de Lula ter o direito de disputar a Presidência da República em 2018 garantido pelo Supremo Tribunal Federal mesmo o ex-presidente sendo condenado em segunda instância, uma vez que ele é réu em cinco ações.

Segundo a coluna da jornalista Mônica Bergamo, o PT acredita que tirar Lula da disputa poderia ferir um direito de forma extrema. Pois o petista recorreria ao STF e a condenação poderia ser anulada no futuro. Sendo assim, diante desse possível cenário, a repercussão internacional de um impedimento de Lula no pleito, o Supremo poderia dar uma liminar ao candidato.

Mas a possibilidade de uma condenação respaldada pelo STF também não está descartada pelo partido de Lula. Em tempo, o ex-presidente estará em Salvador nesta quarta-feira (11) para a abertura do 29º Encontro Estadual do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).