esporte

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017 00:38

Com gol no acréscimo dos acréscimos, Flu de Feira arranca o empate com o Bahia no Joia

Quem gostou do resultado foi o Vitória que se mantém na liderança e pode colocar quatro pontos de frente caso vença o Galícia dia 2 de março. O Leão tem 12 pontos e pode chegar a 15. Bahia e Flu estão com 11.

O Fluminense de Feira de Santana buscou força no seu mascote, o touro, para buscar um empate heroico contra o Bahia, na noite desta quarta-feira, 22, jogando em seu mando de campo, estádio Joia da Princesa. O Bahia mais uma vez entrou em campo com o time 2, assim como já foi adotado pelo treinador Guto Ferreira, em jogos do Campeonato Baiano. O esquadrão abriu o placar aos 30 minutos do primeiro tempo, através do lateral direito Eder que aproveitou uma cobrança de falta de Juninho, chutou fraco a bola resvalou na zaga, sobrou pra ele novamente que de costas pra o gol, próximo a marca do pênalti girou e acertou um chute rasteiro no canto direito de Jair.

O jogo foi bastante movimentado dos dois lados, mas o tricolor da capital sempre chegando com mais perigo. O torcedor do Bahia já devia está imaginando que sairia com a vitória e a liderança do campeonato, principalmente quando viu ainda no primeiro tempo o treinador do Flu queimar as três alterações por contusão de seus atletas. Aos 34 Rogério entrou no lugar de Guto, aos 40 Alessandro Azevedo no lugar de Alexandre e aos 42 Rafhael no lugar de Igor Maranhão.

Foto> reprodução Globo Esporte

Se a coisa já estava ruim com três substituições ainda no primeiro tempo, imagine ter um jogador expulso aos 2 minutos do segundo tempo. Isso mesmo, o zagueiro Eduardo cometeu falta grave em cima de Juninho Capixaba lateral do Bahia e recebeu o vermelho. A partir daquele momento o objetivo do Flu parecia que era segurar para não sofrer mais gols, tanto que recuou Jorge Wagner para lateral esquerda e até que deu certo, pois, juntou a raça dos jogadores do Fluminense com a falta de inspiração dos jogadores do Bahia que não conseguia mais acertar o gol, nem mesmo com os descansados Kaynan que entrou no lugar de Cajá e Marco Antônio no lugar de Zé Rafael.

O arbitro deu quatro minutos de acréscimos e o Touro foi pra cima, mas o jogo parou porque Marco Antônio do Bahia se machucou, Diego Lopez Pombo mandou acrescentar mais um minuto, neste momento o Fluminense estava no ataque e ganhou um escanteio, antes havia pedido a marcação de um penalti, alegando que Lucas Fonseca tocou com a mão na bola. Escanteio cobrado, e a participação de todos jogadores que entraram no jogo nas substituições. Alessandro Azevedo levantou a bola na área do Bahia, Rafhael chutou forte no travessão e, na sobra, Rogério manda para o fundo do gol, comemoração muito grande entre os jogadores que conseguiu se manter em terceiro lugar.

Os jogadores do Bahia deixaram o campo do Joia da Princesa na bronca. O auxiliar apontou impedimento na jogada que originou o gol do Fluminense de Feira. O árbitro Diego Pombo Lopez ignorou a marcação e apontou escanteio. Na sequência, o Touro chegou ao empate.

Redação CN

 



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.