esporte

terça-feira, 07 de março de 2017 09:43

Edson alerta antes de jogo único contra o Paraná: ‘margem de erro é zero’

Bahia encara o Paraná pela Copa do Brasil, quarta-feira (8), às 19h30

Guto Ferreira conversa com o elenco tricolor

Nada de menosprezar o rival ou o desafio. O jogo contra o Paraná pela Copa do Brasil é o mais importante da temporada para o volante Edson, do Bahia. Ao menos até agora.

“Vamos lá pra ganhar e, consequentemente, passar de fase. Até então é o jogo do ano do clube. Nós jogadores temos que saber dessa responsabilidade”, vibra o jogador, que será titular na partida de quarta-feira (8), às 19h30, na Vila Capanema, em Curitiba.

O discurso de Edson é baseado no caráter decisivo do duelo, disputado em jogo único. Quem vencer avança à terceira fase do torneio nacional. Em caso de empate, a classificação será decidida nos pênaltis. “Se você erra, não tem como recuperar. Então a gente espera que a margem de erro seja zero e que a gente esteja em uma noite iluminada”, afirma Edson.

Caso o Bahia se classifique, o adversário da terceira fase já está definido e será o ASA, em partidas de ida e volta, agendadas para 16 de março e 6 de abril. O primeiro jogo é em Arapiraca-AL, de acordo com sorteio realizado pela CBF.

Para não ficar no meio do caminho, o Bahia está focado na Copa do Brasil e vai enfrentar o Paraná com força máxima. Não quer dar chance para mais zebras. Três representantes da Série A já foram eliminados da Copa do Brasil: o Avaí caiu diante do Luverdense, a Ponte Preta saiu após perder para o Cuiabá nos pênaltis e o Coritiba perdeu do ASA.  “É uma equipe de Série B que jogando em seus domínios é bastante forte e a gente espera um jogo difícil”, analisa Edson.

O volante lamentou experiência semelhante na edição de 2014, quando defendia o Fluminense. Ele não entrou em campo, mas viu o time ser eliminado pelo América-RN. “Ganhamos do América de 3×0 e aí você vai pensar o quê? Já matou o jogo. Acontece que a gente tomou uma virada no jogo de volta de 5×2 e acabamos saindo em pleno Maracanã, lotado. Serve de exemplo”, contou.

“Futebol é dentro de campo. São 90 minutos, 11 contra 11. Nós temos que pensar dessa forma para não ter margem pra erro nenhum. Acho que se a gente entrar concentrado vai ocorrer tudo bem”, diz Edson. O exemplo que ele quer seguir é o que o Bahia vem dando. O tricolor ainda não perdeu no ano. Em 11 jogos oficiais, venceu sete e empatou quatro.

Adversário
O Paraná lidera o Campeonato Paranaense com cinco vitórias e uma derrota, ocorrida justamente na única vez que enfrentou um time de Série A – perdeu do Coritiba por 1×0 e ainda não enfrentou o Atlético Paranaense. Na Copa do Brasil, o time avançou após empatar com o São Bento-SP por 1×1. O técnico Wagner Lopes também faz rodízio no elenco e usará os titulares contra o Bahia.



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.