cultura

segunda-feira, 20 de março de 2017 22:58

Laboratório Audiovisual lança NordesteLab 2017

A terceira edição do projeto que reúne canais de televisão, programadoras e produtoras de audiovisual, será lançada na próxima sexta-feira (24), com o painel “Política Pública para Games”, apresentado por Paulo Alcoforado, secretário da Ancine.

O lançamento da próxima edição do NordesteLab, uma plataforma de articulação, desenvolvimento e geração de negócios no mercado audiovisual regional, acontece na próxima sexta-feira (24), às 14h, no Auditório do SEBRAE (Av. Sete de Setembro, 261 – Mercês), com inscrição gratuita.

Material de divulgação

O projeto, que este ano conta com a curadoria do cineasta baiano Pola Ribeiro e do premiado produtor pernambucano Chico Ribeiro da REC Produtores Associados, surgiu com o objetivo central de fomentar o mercado audiovisual nordestino, através de pesquisas, atividades de formação e da promoção de encontros entre empresas produtoras, produtores independentes e agentes nacionais e internacionais do mercado audiovisual, como canais de televisão, programadoras e distribuidora de filmes, fortalecendo a troca de conhecimento, distribuição e a comercialização de produtos audiovisuais.

No evento de lançamento, além da apresentação das inovações para o NordesteLab 2017, será apresentado por Paulo Alcoforado, Secretário de Políticas de Financiamento/ANCINE, o painel “Política Pública para Games – Fundo Setorial do Audiovisual – Ancine”.
As inscrições gratuitas devem ser realizadas através do link: https://goo.gl/forms/6UnoMLxNNNUoubNT2, disponível também nas redes sociais do projeto. O evento voltado para produtoras, estudantes e profissionais do mercado audiovisual, mas que é aberto ao público em geral, é uma realização do Laboratório Audiovisual, coordenado por Daniela Fernandes, Gabriel Pires e André Araújo, com apoio do SEBRAE e da SecultBA, através do Fundo de Cultura da Bahia.
 
 Sobre o NordesteLab 
O NordesteLab se configura como uma plataforma de encontros e articulação que visa o fortalecimento de redes, a comercialização de produtos audiovisuais nordestinos, a realização de ações de formação e qualificação, além da promoção de intercâmbios culturais, estimulo à inovação e entrada de novos agentes no setor. A proposta do projeto é proporcionar espaços de trocas de experiências entre produtoras, realizadores independentes, estudantes e representantes diretos do mercado audiovisual.
 
Sobre o laboratório Audiovisual
O Laboratório Audiovisual é um espaço de experimentação construído a partir do tripé da formação, pesquisa e fomento ao mercado audiovisual regional. As ações realizadas por ele visam contribuir para promoção dos produtos audiovisuais, a profissionalização e capacitação dos profissionais e articulação dos diferentes agentes, públicos ou privados do setor audiovisual.
Tati Rabêllo – Assessoria de Comunicação


COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.