bahia

quinta-feira, 16 de março de 2017 09:50

Quijingue I – Com extensa programação cívica e cultural, população comemorou 55 anos de emancipação politica

Até 1971, o Município era chamado de Triunfo e deste ano em diante alterado para Quijingue, palavra de origem indígena, que significa mata fechada, ou caatinga fechada.

Fogo simbólico acompanhado pelos ciclistas passou pelo Distrito de Algodões | Foto: Júnior

O município de Quijingue, localizado no território do sisal, completou na quarta-feira (15), 55 anos de emancipado e para comemorar a data a Prefeitura organizou uma extensa programação cívica e cultural iniciando com uma alvorada com uma banda de pífano, bem tradicional na região, também denominados como bandas de zabumba ou calumbis, em seguida foi celebrada uma missa em ação de graças, ciclistas realizaram uma pedalada cívica pelo interior do município acompanhando a tocha do fogo simbólico. Na praça de evento, as secretarias da Agricultura, Saúde, Assistência Social, Educação e o Coletivo de Jovens, montaram seus standes, onde apresentaram a comunidade seus programas e atividades.

 

Nininho comemora a aquisição de uma ambulância zero quilômetros para reforçar a saúde do município | Foto: Júnior

O prefeito Welington Cavalcante de Góis (PR), conhecido por Nininho Góis, chegou á cidade por volta das 17h30, conduzindo uma ambulância 0 Km que recebeu do governo do estado por indicação do ex-deputado, hoje prefeito de Monte Santo, Vando Fernandes.

Pronunciamento das autoridades e encerramento

Praça de Eventos reuniu milhares de pessoas durante todo dia | Foto: Raimundo Mascarenhas

A Prefeitura montou um grande palanque na Praça de Eventos onde aconteceu o pronunciamento das autoridades.Em frente, uma mesa com 44 bolos, parte deles confeitado com a bandeira do município aguardava o momento do parabéns e o corte para distribuir para o o público presente.

Nininho criticou o gestor passado e prometeu trabalhar com transparência e jamais “roubar o suor da população” | Foto: Raimundo Mascarenhas

Ao lado da primeira dama, Adriana Maria de Lima, Nininho fez um discurso de satisfação, gratidão e também desabafo, ao contar seu desespero quando seguia em uma das suas viagens para Salvador encontrou a ambulância do município quebrada as margens da BR 116, próximo ao contorno de Lamarão quebrada e com uma mulher prestes a dá à luz a gêmeos. “As ambulâncias que encontramos estavam sucateadas e uma delas com as portas traseiras amarradas de corda, em uma demonstração de falta de respeito pela gestão anterior”, falou o republicano.

Nininho anunciou grandes obras ainda para este semestre, como é o caso da recuperação da estrada | Foto: Raimundo Mascarenhas

Usando de uma linguagem popular, Nininho afirmou que “não há aniversário sem presente” e que além da ambulância, naquela data o munícipio recebia a noticia da abertura da licitação para recuperação da BA 381, ligando a sede a BR 116/Norte, além da malha asfáltica no centro da cidade, a limpeza do açude depois de 40 anos de construído, aquisição de duas motos que servirão a polícia militar nas rondas rural e escolar.

Romerinho todo de branco explicou a tradição. “O branco é a paz e a clareza” | Foto: Raimundo Mascarenhas

O vice-prefeito José Romero Rocha Matos Filho (Romerinho – PSL), lembrou também que estão garantidos através de emendas parlamentares, junto ao governo federal R$ 5 milhões para encascalhamento da malha rodoviária vicinal do município e já se observa a diferença em relação anterior a gestão atual em apenas 74 dias. “A cidade será bem melhor no final dos 04 anos desta gestão”, garantiu Romerinho.

Alex da Piatã pediu paciência a população, pois acredita no trabalho de Nininho e Romerinho para transformar Quijingue | Foto: Raimundo Mascarenhas

O deputado estadual Alex da Piatã (PSD), após ouvir os discursos, pediu muita paciência ao povo em relação ao prefeito e o vice, pois, segundo ele não se trata de uma corrida de cem metros. “Sei da ansiedade que todos vocês estão tendo para vê às coisas acontecerem rápidas, principalmente nesta crise de emprego, neste momento de seca e dificuldade econômica. Aos poucos tudo vai se resolvendo, mas precisamos compreender as suas limitações e com a disposição que eles estão e nós buscando ajudar, reconstruiremos esse município, pois, nos seus 55 anos, a gestão passada, em apenas quatro, destruiu praticamente tudo”, concluiu o Social Democrata.

População marcou presença no ato público | Foto: Raimundo Mascarenhas

Coincidências na data

Ex-prefeitos e ex-vereadores se uniram aos novos gestores para comemorar | Foto: Raimundo Mascarenhas

A gestão atual, por coincidência, tem uma forte ligação com sua história. O prefeito Nininho, disse que nasceu exatamente no ano em que o município estava sendo emancipado (1962) e o vice-prefeito Romerinho, completa idade nova na véspera do aniversário da cidade.Tem a mulher mais velha da cidade talvez da toda região, Dona Maria Cachoeira que completou no mesmo dia 15, 110 anos, o dobro da cidade (Veja) e a vereadora do PSD, Ivani Celestina da Costa, nasceu um ano antes da emancipação do município, mas não compareceu nas festividades na cidade, pois aguardava o deputado Alex da Piatã em uma visita ao povoado do Tatu, mas especificamente na casa da aposentada Maria de Lurdes Costa, 73 anos, mãe de 17 filhos, sendo que 14 estão vivos. A vereadora optou por fazer essa reunião para pedir ao deputado a interferência junto à secretaria de saúde para identificação do problema crônico de doenças nos rins que afeta boa parte daquela família.

Vereadora resolveu ficar em casa na Queimada dos Crentes e de lá foi com Alex até o Povoado de Tatu | Foto: Raimundo Mascarenhas

Veja o vídeo do momento dos parabéns

Quijingue

Com uma área territorial de 1.271,07 km², a uma distância de 322 km da capital Salvador, Quijingue faz limite com os municípios de Euclides de Cunha, Tucano, Cansanção, Araci, Monte Santo e Banzaê. Inicialmente denominada de fazenda Lagoa Grande, pertencente ao município de Tucano e com a passagem de Antônio Conselheiro pela área, ficou conhecida por Triunfo, sua emancipação aconteceu por força da Lei Estadual de 15/03/1962.

Até 1971, era chamada de Triunfo e deste ano em diante alterado para Quijingue, palavra de origem indígena, que significa mata fechada, ou caatinga fechada.

Redação CN



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.