bahia

sexta-feira, 20 de outubro de 2017 10:44

Prefeito de Pé de Serra reduz o próprio salário e do vice em 20% , além de 10% dos secretários

Ainda de acordo o decreto  a redução dos salários foi realizada devido a situação orçamentária e financeira do município, que teve uma expressiva queda de arrecadação, a partir do mês de julho deste ano.

O prefeito do município de Pé de Serra Antônio Joilson, reduziu através de decreto  em 20% o próprio salário e do seu vice Miinho, além de 10% dos secretários e demais cargos de chefia, direção e assessoramento.

A medida realizada através do decreto nº 201, publicado no diário oficial do município,   no qual foi informado que a ação busca o equilíbrio financeiro das contas municipais,  para  gestão cumprir com as metas orçamentárias estipuladas pela legislação.

Além da redução dos salários, outras medidas também foram feitas com validade até  31 de dezembro de 2017, como a suspenção de afastamentos de servidores para estudos ou cursos, com ônus para o município.

Além de suspensa a concessão de:

  1. a) Gratificações discricionárias;
  2. b) Licenças para tratar de interesses particulares, quando implicarem em

nomeações para substituição ou realização de serviço extraordinário;

  1. c) Realização e pagamento de horas extras, ressalvados casos excepcionais,

expressamente autorizados pelo Prefeito Municipal;

  1. d) Diárias, adiantamentos e passagens, sendo concedidos somente em

caráter excepcional, solicitadas em formulário próprio, com indicação da

fonte de recursos e autorizadas expressamente pelo Prefeito Municipal;

  1. e) Regime suplementar, excetuando-se as decorrentes das substituições por

motivo de licença para tratamento de saúde.

  1. f) Participação de servidores em cursos, palestras ou eventos similares que

tenham custos para o município, ressalvados casos excepcionais,

expressamente autorizados pelo Prefeito Municipal;

  1. g) Os pagamentos licença prêmio convertidos em pecúnia, de serviços

extraordinários, bem como qualquer acréscimo de percentual de

gratificação de função, salvos os decorrentes de obrigatoriedade legal;

  1. h) As elevações de nível salarial por alteração do grau de formação, bem

como progressões, ascensões e promoções;

Ainda de acordo o decreto  a redução dos salários foi realizada devido a situação orçamentária e financeira do município, que teve uma expressiva queda de arrecadação, a partir do mês de julho deste ano.

No documento também foi informado que o agravamento da crise econômica no país reflete diretamente na queda ainda mais acentuada dos repasses oriundos da União e do Estado, e que isso foi um dos  principais agravantes para a adoção de tais medidas.

Vr14



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.