conceicao-do-coite

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018 17:21

Coite – Cadeirante/Tetraplégico faz ‘vaquinha’ virtual para realizar o sonho de lançar livro

Livro autobiográfico que fará o leitor refleti que a vida não e tão ruim quando se pode fazer de tudo com as próprias forças

Com essa unica posição e usando apenas uma mão atrofiada Rodrigo desenvolve os textos

O ex-cozinheiro Rodrigo Santos, 38 anos, morador da Rua Landulfo Alves, centro de Conceição do Coité é mais um personagem que o Calila descobre, e que apesar de viver há 18 anos da cadeira de roda para a cama de hospital dentro de seu quarto, já que é cadeirante/tetraplégico, dar uma demonstração que apesar de tudo que passou e está passando, não se deixa abater.

Criado pelos saudosos avós até completar 18 anos, foi trabalhar em São Paulo no ano 1998. Após um ano e oito meses trabalhando, saiu de férias e retornou a Bahia e não mais voltou. Ele trabalhava de cozinheiro.

Quarto de Rodrigo faz lembrar de um hospital

“Após alguns dias de férias em Coité, fui tomar banho no rio Jacuípe na cidade de Riachão com uns amigos e ao realizar um mergulho bati a cabeça numa pedra e quebrou minha coluna cervical e perdi os movimentos do corpo no ato.  Passei por uma cirurgia e ali iniciava uma batalha dia após dia, mas graças a Deus me mantenho psicologicamente forte”, garante Rodrigo.

Rodrigo que através do livro mostrar as pessoas que são capazes de fazer tudo que a vida não e ruim.

De acordo com o mesmo, sua vida está limitada a cadeira de rodas e cama nos 18 anos que já que passaram e outros anos que Deus possa lhe dar pela frente e, diante disso surgiu a ideia de escrever um livro com sua autobiografia intitulado, “Alma Sorridente – Um Tetraplégico apaixonado pela Vida”.

A ideia do livro veio após uma campanha que fez na internet e, ao postar sua história nas redes sociais, recebeu muitas mensagens de pessoas dizendo que sua  história havia ajudado elas a parar de reclamar por motivos fúteis, reclamar por coisas insignificantes, “pessoas que estavam pensando em tirar sua própria vida e ao ler minha história mudou seus pensamentos. Portanto, quero ajudar muitas outras pessoas. Também tenho um grande sonho de comprar uma casa para mim e família, pois, moramos de aluguel. Sou bem otimista e acredito na realização desse sonho”, afirma.

Mesmo dentro de suas limitações físicas, ele já tem toda historia escrita. Sem os movimentos dos punhos e dedos, ele encontrou um jeito difícil até de contar como é possível a escrita no seu notebook.

Ele disse ao CN que passou a ideia do livro para uma editora e a mesma fez uma proposta de edição muito boa em termos de divulgação e distribuição, contudo, ele precisa adquirir 250 exemplares no valor de R$ 30 cada para viabilizar a impressão do mesmo, o que fica em torno de R$ 7.500, cujo valor ainda falta R$ 5 mil para tornar esse sonho em realidade.

Rodrigo criou uma ‘Vaquinha’ Virtual pedindo ajuda – https://www.vakinha.com.br/vaquinha/livro-que-conta-a-minha-historia-de-vida autobiografia?utm_campaign=new_contribution&utm_content=249982&utm_medium=email&utm_source=VkTransacional

Quem preferir pode contribuir direto na conta. Para isto, deve entrar em contato com ele através do whatisapp 759 9951 0849



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.