colunas

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018 23:11

Entre nessa luta – Dom Itamar Vian

Instituído pelas Nações Unidas, o Dia Mundial de Combate a Hanseníase, popularmente conhecida como Lepra é comemorado sempre no último domingo de janeiro.

A Hanseníase é uma doença grave e contagiosa, mas que tem cura. O tratamento é simples e gratuito, feito nos Postos de Saúde.

 OS NÚMEROS são escandalosos, suficientes para envergonhar e revoltar. Na Bahia, a cada ano, são registrados segundo, a Secretária de Saúde do Estado (Sesab), cerca de 3 mil novos casos, no Brasil, segundo o Ministério da Saúde, 42 mil novos casos. O Brasil, é o segundo país do mundo em número de pacientes. Perde apenas para a Índia. Porém, nesse quesito, é preciso considerar que a Índia tem uma população cinco vezes maior do que a nossa.

A DOENÇA, com cerca de quatro mil anos de registro no mundo, pode acarretar invalidez permanente se não for combatida a tempo. O bacilo ataca a pele e os nervos, principalmente os dos braços e das pernas. A hanseníase aparece na forma de manchas pálidas ou avermelhadas, dores, cãibras, formigamento e dormência nos braços, mãos e pés. Outros sinais são caroços localizados, principalmente, nos cotovelos, mãos, face, orelhas e pés.

 A TRANSMISSÃO da bactéria se dá pelas vias aéreas ou pelo contanto direto com as lesões na pele. Os remédios, doados pela OMS, são gratuitos – o que torna ainda mais doloroso o vexame diante dos constrangedores números brasileiros sobre a doença. Se o paciente tomar apenas uma dose do tratamento, a bactéria deixa de ser transmissível.

SE UMA PESSOA tiver Hanseníase não precisa abandonar a família e sim, fazer um tratamento regular. O doente precisa, na verdade, é de apoio de seus familiares e compreensão das pessoas que o cercam, pois só assim, ele fará um tratamento confiante. A Hanseníase tem cura, a lepra tem cura e o tratamento é gratuito. Abrace essa causa. Entre nessa luta!

JESUS CRISTO, sempre foi ao encontro dos doentes e dos leprosos e permitiu que esses viessem ao encontro Dele. Não seria então a hora mais propícia para imitá-lo? É certo que, no dia do julgamento final, Ele dirá, segundo consta no Evangelho: “Estive doente e me visitaste”. Que todos possam responder com generosidade a esse convite de Jesus visitando pessoas com Hanseníase e levando-as a procurar um médico ou Posto de Saúde.

+ Itamar Vian

Arcebispo Emérito

[email protected]

 

 

 



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.