bahia

quarta-feira, 14 de março de 2018 19:59

Salvador – Lula é esperado em Encontro Internacional Parlamentar na ALBA

O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva será o principal convidado do Encontro Parlamentar Internacional, que que será realizado nesta quinta-feira (15), a partir das 9h, no auditório Jorge Calmon da Assembleia Legislativa da Bahia – ALBA. O Encontro se insere na programação do Fórum Mundial Social, que ocorre em Salvador, entre os dias 13 […]

Foto arquivo: Raimundo Mascarenhas

O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva será o principal convidado do Encontro Parlamentar Internacional, que que será realizado nesta quinta-feira (15), a partir das 9h, no auditório Jorge Calmon da Assembleia Legislativa da Bahia – ALBA.

O Encontro se insere na programação do Fórum Mundial Social, que ocorre em Salvador, entre os dias 13 e 17 de março. Cerca de 30 parlamentares de esquerda de diversos países do mundo já confirmaram presença no Encontro Internacional Parlamentar, cujo tema central será “Estado de Exceção e Lawfare”.

“A ALBA terá uma grande honra de receber o ex-presidente Lula. Apesar das condenações judiciais, não se pode esquecer da grande gestão de Lula em oito anos como presidente da república. Ricos e pobres nunca viveram tão bem neste país. Cerca de 30 milhões de brasileiros deixaram a linha de pobreza e as empresas nacionais prosperaram muito durante o governo do primeiro Presidente da República, realmente, de origem popular deste país”, diz Coronel, que estará na abertura solene do encontro, ao lado do governador Rui Costa e do secretário de Desenvolvimento Econômico, o ex-governador Jaques Wagner.

Os palestrantes do Encontro serão o advogado Pedro Estevam Serrano, especialista em Direito Administrativo e Constitucional; e Fernando Hideo Iochida Lacerda, Doutor em Direito Processual Penal pela PUC/São Paulo. A mesa-redonda que debaterá os temas do Encontro serão coordenadas pelo senador Roberto Requião (MDB/PR) e pelo deputado Nelson Pelegrino (PT/BA).

O “Lawfare” – palavra inglesa que significa o uso indevido dos recursos jurídicos para fins de perseguição política – é a principal tese de defesa do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva na Operação Lava Jato. De acordo com os advogados de Lula, a lei está sendo utilizada como arma de guerra, o que permite o uso de um instrumento jurídico com objetivo meramente político.

Entre os delegados internacionais estarão representantes de partidos e organismos políticos como o Transform, rede de 32 organizações europeias de 21 países; o European Left, que reúne os partidos de esquerda da Europa; o GUE/NGL, reunindo a Esquerda Unitária Europeia e Esquerda Nórdica Verde, com 52 deputados de 14 países; a Izquierda Unida, da Espanha; o Syriza, coligação de 13 partidos de Esquerda da Grécia; a Rifondazione Comunista, da Itália; o Parti Comunista Francês e o Parti de Gauche, ambos da França; o Global Progressive Forum, criado em 2003, com sede na Bélgica; e a Frente Guasu, concertação de partidos de esquerda e centro-esquerda do Paraguai.

Entre os parlamentares brasileiros, já estão confirmadas as presenças dos senadores baianos Otto Alencar (PSD) e Lídice da Matta (PSB); dos senadores Lindbergh Farias (PT) e Roberto Requião (PMDB); dos deputados federais Benedita da Silva (PT); Jandira Feghali (PCdoB); Jean Wyllys (PSol); Zeca Dirceu (PT); Celso Pansera (PT); Alessandro Molon (PSD); Marco Maia (PT); Décio Lima (PT); Assis Carvalho (PT); Valtenir Pereira (PSB); Nelson Pelegrino (PT); Jorge Solla (PT); Waldenor Pereira (PT) e Luiz Caetano (PT). O ex-senador Eduardo Suplicy também já confirmou presença.

Fonte: ASCOM Alba



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.