bahia

quarta-feira, 25 de julho de 2018 20:35

Capim Grosso – Procissão e missa marcaram o Dia de São Cristóvão padroeiro do município e dos motoristas

São Cristóvão é também padroeiro dos caminhoneiros, taxistas e viajantes em geral.

vários carros e motos percorreram o entorno da cidade acompanhando a imagem | Foto: Teones Araújo

O Município de Capim Grosso no território da Bacia do Jacuípe é bastante conhecido pela posição geográfica e possui quatro trevos no entorno da cidade e a consequência disso são milhares e milhares de motoristas de todo o Brasil que passa pela cidade diariamente.

Festa de São Cristóvão em Capim Grosso | Foto: Teones Araújo

O Município recebeu como padroeiro São Cristovão que também é padroeiro dos dos caminhoneiros, taxistas, motoristas e viajantes em geral.As comemorações acontecem desde antes mesmo de Capim Grosso se desmembrar de Jacobina, já que os festejos em louvor ao santo chega aos 42 anos de tradição. Capim grosso comemorou este ano em 9 de maio 33 anos.

Imagem de São Cristóvão | Foto: Teones Araújo

Vários veículos sairam no fim da tarde da igreja matriz acompanhando a imagem do santo em uma caminhonete que puxou uma carreta em direção ao contorno da BR 324 de que chega de Riachão do Jacuípe onde tem uma imagem de São Cristovão, seguiu no perimetro urbano até o proximo contorno que dar acesso a Senhor do Bonfim e Juazeiro e com muito som de buzina chegou ao contorno próximo ao cemitério onde estava sendo aguarda pelos padres para a celebração da missa.

História de São Cristóvão

Imagem do contorno da BR 324 para que chega de Riachão do Jacuípe | Foto: Teones Araújo

Segundo a igreja católica, Cristóvão é um nome que significa “o que leva Cristo” ou “aquele que carrega o Cristo”, e está intimamente ligado a história do santo.

Diz a lenda que São Cristóvão era filho de um rei pagão que o dedicou ao deus Apolo e que se chamava Reprobus. Ele se tornou muito grande e forte (algumas versões dizem que se tornou um verdadeiro gigante) e decidiu que serviria apenas alguém muito forte, poderoso e corajoso.

Assim, ele encontrou um rei que achava ser muito poderoso, até ter conhecido Satanás, a quem começou a servir. Para Reprobus nenhum dos dois era corajoso o suficiente.

Reprobus encontra mais tarde um ermita que o converte à fé cristã, embora este ainda não estivesse convencido que deveria jejuar e orar a Cristo. Ele passava os dias ajudando pessoas a atravessarem um perigoso rio, até que um dia, ajudando uma criança a atravessar, notou que ela ia ficando cada vez mais pesada e ele sentiu como se o peso do mundo inteiro estivesse sobre os seus ombros.

Do outro lado, a criança revelou ser o próprio Cristo, Criador do mundo. Daí ele passou a ser conhecido como Cristóvão, “o que carrega Cristo”.

Ordenado por Jesus a enfiar o seu bastão no chão do deserto, uma palmeira acabou nascendo naquele lugar – um milagre que fez com que muitas pessoas se convertessem ao cristianismo, mas que acabou na morte de São Cristóvão, decapitado pelo rei pagão que governava aquela região.

Redação CN



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.