conceicao-do-coite

domingo, 22 de julho de 2018 21:29

Polêmica: Bispo da Diocese de Serrinha quer que Associação devolva imóvel em Coité onde funciona Escola Divino Mestre

Bispo quer o imóvel de volta ou a participação da igreja. Caso está na Justiça depois que Associação entrou com pedido de uso Usucapião do imóvel, por entender que não existe 'um centavo' aplicado pela igreja.

Divino Mestre hoje, ontem Santa Terezinha que educou os coiteenses entre as décadas de 1960 até inicio dos anos 80. Passou décadas inativo enquanto escola até que foi criado o Educandário Divino Mestre.

Nos últimos anos em Conceição do Coité, surgiram comentários que o bispo da Diocese de Serrinha, Dom Ottorino Assolari, depois de tomar conhecimento de que o imóvel onde funciona a Escola de ensino particular Divino Mestre pertencia a Paróquia Nossa Senhora da Conceição, resolveu reivindicar junto a Associação Coiteense de Apoio A Educação e Cultura – ACAEC, responsável pelo funcionamento da unidade de ensino fundamental I,II e médio a devolução do espaço, sob alegação que o espaço pertence a igreja.

O bispo e a ACAEC  cujos membros pertenciam ao Movimento Católico de Cursilhos de Cristandade começaram a discutir o assunto, de acordo com o bispo em carta lida pelo padre Oldack Filho durante a missa matinal deste domingo, 22, em que pode ser lida na íntegra abaixo, demonstra que o líder maior da igreja na região  do sisal tem o desejo de ter de volta o imóvel para implantar uma escola que seja gerida pela igreja, trabalho juntos, mas não abrindo mão da gestão da igreja, com exigência de criação de uma nova associação.De acordo com o bispo, em novembro de 2016 teve o terceiro encontro com a associação e foi proposto por ele o repasse de uma contribuição mensal  através da ACAEC, para a Paróquia, mas também não seguiu em frente.

O bispo diz na carta que após as reuniões e propostas não aceitas por parte da ACAEC, a Associação entrou com uma ação de Usucapião do prédio.

Veja a carta na íntegra

Diretoria da ACAEC rebate com base em documentos

O vereador Adalberto Neres Gordiano popularmente conhecido por Betão do PT é quem preside a Associação  Coiteense de Apoio A Educação e Cultura – ACAEC e tão logo tomou conhecimento da carta usou seu Facebook pessoal para defender a associação.

Segundo ele, “o documento do qual o bispo fala e menciona em sua carta lida pelo padre na missa é essa, então veja o que diz o superior dos vacacionistas”:

” Tendo presente a sua exposição e afirmação de que a paróquia de coite não dispõe de um centavo sequer para investir na compra do imóvel do antigo colégio santa teresinha, de propriedade de nossa congregação…. ( então deixa bem claro de que o primo nunca foi da paróquia de coite.

Depois no meio da carta os vocacionistas fazem umas propostas e no final diz o seguinte:
” Caso o Senhor e os conselhos paroquiais estejam de acordo com essa proposta, pode entrar em contato conosco a fim de providenciarmos a escritura de doação. ( assim sendo não houve doação e sim uma sugestão como fala na carta.) a paróquia não se manifestou, portanto não foi feito a doação como foi sugerido.
Depois vale salientar de que eu na época fazia parte do conselho de pastoral e sei de toda história.

Quem de fato está querendo usurpar alguma coisa não somos nós da ACAEC. Veja os documentos publicados por Betão

 

 

 



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.