conceicao-do-coite

sexta-feira, 17 de agosto de 2018 22:25

Coité – Comerciante é morto a tiros dentro de carro (Atualizada às 23h54)

Beto Móveis se tornou conhecido por ser o proprietário de uma loja de móveis na Rua padre Madureira, em Coité, mas ele fechou a empresa e vinha trabalhando com vendas de objetos de decoração.

Morte é um mistério, pois, a dupla chegou atirando e não anunciou assalto | Foto Valdemi de Assis

O comerciante do ramo de artesanato Gilberto Oliveira dos Santos, 40 anos, conhecido por Beto Móveis ou Beto Mandacaru, foi assassinado a tiros por volta das 20h desta sexta-feira, 17, na região da Fazenda Pedreira, próximo ao Cemitério Recanto da Saudade (cemitério novo) de Conceição do Coité.

Foto: arquivo pessoal

A vítima como de costume foi visitar uma sobrinha, e tinha no carona do carro uma irmã, quando deixava o terreiro da casa apareceram dois indivíduos armados e a pé, gritando “perdeu, perdeu, e ordenou que a irmã descesse com as mãos para cima, logo em seguida fizeram vários disparos contra Beto, dentro do carro.

A Brigada Anjos da Vida foi acionada, prestou socorro, mas ele não resistiu e morreu quando estava sendo socorrido para o hospital.

Segundo relatos dos socorristas, enquanto seguiam com a vítima, jogaram uma pedra contra a ambulância e teve o para-brisa quebrado. Não se sabe quem e nem de onde foi lançada a pedra.

A cidade está abalada e muita gente se perguntado o que motivou a morte de Beto, muitos acreditam que ele pode ter sido morto por engano, pois, amigos afirmam que era uma pessoa tranquila e se dedicava apenas a família e ao trabalho. Até o fechamento dessa matéria não havia informações sobre autoria e motivação do crime.

A Polícia Militar continua em diligência no sentido de tentar encontrar os assassinos.

Na sua página do Facebook tem um vídeo que ele aparece dando manutenção em ar condicionado

Vai com Deus negão. Que Deus te receba de braços abertos Beto G Santos. #luto

Posted by Léo Silva on Friday, August 17, 2018

Beto Móveis se tornou conhecido por ser o proprietário de uma loja de móveis na Rua padre Madureira, em Coité, mas ele fechou a empresa e vinha trabalhando com a fabricação e vendas de objetos de decoração.

A população coiteense conheceu bastante o pai dele conhecido por “Painho Preto” da Lajinha. Ele tem um irmão por parte de pai, o padre José Carlos, da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição do Raso, em Araci.

Um fato curioso e uma coincidência

O Calila Noticias apurou que a irmã que estava com ele na hora dos disparos reside em Camaçari, conheceu Beto há oito meses e ultimamente vinha revendendo os objetos fabricados por ele, usados muito em decoração de casa; estante, mesa de centro, criado mudo.

A coincidência para a família será lembrada como profunda tristeza, pois, comentavam que neste 17 de agosto, estava completando 1 ano e seis meses que a irmã de Beto, Eriane morreu com problemas cardíacos na mesma casa, era um dos motivos dele visitar a sobrinha e o cunhado, e que em uma dessas perdeu a vida.

Redação CN

 



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.