politica

quinta-feira, 02 de agosto de 2018 14:42

Meirelles é confirmado na disputa pela Presidência pelo MDB

Ainda sem vice-presidente definido, a chapa foi anunciada pelo presidente do partido, Romero Jucá (RR), que ressaltou que dos 419 votantes, 85% disseram sim ao candidato. 

Foto: Reprodução / EBC

O MDB confirmou nesta quinta-feira (2) o nome do ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles como candidato da legenda à Presidência da República. Ainda sem vice-presidente definido, a chapa foi anunciada pelo presidente do partido, Romero Jucá (RR), que ressaltou que dos 419 votantes, 85% disseram sim ao candidato.

Em 2014, segundo Jucá, 54% dos convencionais apoiaram a chapa Dilma/Temer na corrida presidencial. “A votação de hoje demonstra a unidade do partido”, ressaltou. Diante de toda cúpula emedebista e apoiadores, o presidente da República, Michel Temer, pediu à militância empenho para levar o nome de Meirelles de maneira convincente pelo Brasil. “Tem que levar a ideia com a alma”, ressaltou acrescentando que o MDB tirou o Brasil de uma “crise extraordinária” e vai colocar o país nos trilhos.

De acordo com Agência Brasil, ao agradecer o MDB, Meirelles defendeu um pacto de confiança pela governabilidade e disse que tem resultados a mostrar não apenas como ex-ministro da Fazenda, mas também no comando do Banco Central, onde passou oito anos. “Convido vocês a nos unirmos com firmeza e serenidade, vamos ganhar essas eleições, trabalhar e construir um Brasil do tamanho dos nossos sonhos”, disse.

Henrique Meirelles foi eleito deputado federal pelo PSDB, cargo do qual abdicou para comandar o Banco Central de 2003 a novembro de 2010, no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Com 72 anos, o candidato, no governo do presidente Michel Temer, comandou o Ministério da Fazenda de maio de 2016 a abril de 2018.

No seu plano de governo, Meirelles destacou como prioridades investimentos em infraestrutura, para diminuir as distâncias no país, além de saúde e segurança pública. O presidenciável também prometeu reforçar o Bolsa Família. Para gerar empregos, Meirelles disse que pretende resgatar a política econômica, atrair investimentos e fazer as reformas que o país precisa. “Minha meta é fazer o país crescer 4 %, ao ano”.

Bahia Notícias



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.