conceicao-do-coite

sábado, 20 de outubro de 2018 10:40

Coité – Ato de apoio a Assis e Val reúne milhares de pessoas e vira comício em prol de Haddad

Além da presença do prefeito e da vice, ato contou com a presença dos deputados Alex da Piatã, Afonso Florence, Joseildo Ramos e Osni Cardoso e representante do deputado Rosemberg Pinto.

    Assis bastante ovacionado pelo grande público | Foto: Raimundo Mascarenhas

O clima de expectativa que ronda a população coiteense há mais de uma semana, após o Tribunal Regional Eleitoral – TRE da Bahia rejeitar os embargos do prefeito de Conceição do Coité Francisco de Assis (PT) e da vice-prefeita Genivalda Pinto da Silva (PSD) por unanimidade, e que a qualquer momento podem ser afastados do cargo, acusados de compra de votos nas eleições municipais de 2016, fez com que a militância organizasse um grande ato de apoio a ambos na noite de sexta-feira, 19, numa concentração ao lado da igreja matriz.

Foto: Raimundo Mascarenhas

O objetivo era passar energia positiva para Assis e Val de que todos que ali estavam confiam na honestidade de ambos. O movimento contou com a presença dos deputados reeleitos Alex da Piatã (PSD) e Afonso Florence (PT), Joseildo Ramos (PT) deputado estadual que concorreu para deputado este ano e ficou na segunda suplência, Osni Cardoso (PT) eleito deputado estadual, Aldinha chefe de gabinete do deputado estadual Rosemberg Pinto (PT), vereadores da base governista, além de outras autoridades.

Advogado acusado de ter dado um vale gás falou em público que não ofertou o vale gás e não entende porque não foi citado e nem ouvido no processo de cassação de Assis e Val | Foto: Raimundo Mascarenhas

A cassação de Assis e Val se deu por apenas um motivo. Suposta compra de voto por parte do advogado Leonardo Guimarães que consta no processo como ter oferecido um vale gás a uma mulher no Bairro Cidade Jardim. O advogado em entrevista ao Calila Noticias disse que jamais fez qualquer oferta a dona de casa em troca do voto e classificou o processo como um “Frankenstein Jurídico”. Veja aqui a reportagem completa  

Alex disse que os adversários não conseguem mais vencer nas urnas e sempre recorrem ao “tapetão’ | Foto: Teones Araújo

O deputado Alex da Piatã disse que os adversários estão incomodados porque desde 2010 o grupo liderado por Assis vem saído vitorioso nas urnas de Coité e questionou: “O que eles vão fazer, colocar todas as eleições na justiça? Perderam em 2016 e acionaram a justiça, poderiam agora em 2018 concorrer conosco e acabaram perdendo em tudo, de presidente a deputados, nas urnas da sede e todos os distritos, será que vão levar esta eleição de 2018 também pra justiça? Eu tenho absoluta certeza que os nossos adversários sabem que estão cometendo uma injustiça e não sei como conseguem dormir em paz, eles sabem que a grande maioria da população coiteense aprova este governo, mas quero dizer a cada um de vocês que a justiça vai ser feita, eu confio muito em Deus, mas confio na justiça da Bahia e ela não vai cometer a injustiça de tirar um governo honesto e competente”, afirmou Alex.

Val vice-prefeita | Foto: reprodução

Val criticou os adversários que segundo ela ficam a todo momento festejando na cidade cada decisão do tribunal, posta em redes sociais para informar ‘ao povo dele’. Ela lembrou que no domingo antes de ser publicado o acórdão, já havia comemoração numa expectativa do afastamento dela e Assis, e que na segunda-feira não estariam mais na prefeitura, no entanto, permanecem realizando o mesmo trabalho “e sempre confiante que a justiça vai reconhecer o trabalho sério e honesto desenvolvido pelo governo de Assis”, afirmou a vice-prefeita.

Foto: Raimundo Mascarenhas

O prefeito Assis se mostrou muito tranquilo e no momento do seu discurso focou seu governo inicialmente dizendo que pode a qualquer momento receber a visita de um oficial de justiça o notificando para que deixe a prefeitura, porque o TRE decidiu caçar o seu mandato por suposta compra de voto, ” também posso a qualquer momento receber a noticia de qual foi a decisão do presidente do Tribunal Regional Eleitoral, sobre o nosso pedido de efeito suspensivo para continuar no cargo até que o Tribunal Superior Eleitoral – TSE possa julgá-lo.

Assis disse que pode perder cargo, mas não perde a dignidade | Foto: Raimundo Mascarenhas

O prefeito disse também que não tem nenhum problema de perder o mandato, porque não nasceu prefeito e sabe que mais cedo ou mais tarde o mandato acaba – Ouça mais o discurso do prefeito que afirma que pode perder tudo, menos a sua dignidade e que não gosta de dinheiro.

Ato de apoio a politica local se expandiu para o plano nacional 

Sem exerção. Quem fez uso do microfone não deixou de enfatizar o nome de Fernando Haddad candidato do PT a presidência da república, houve convocação para que a militância saia em busca do voto para o petista que no primeiro turno de quase 2 votos por 1 sobre Jair Bolsonaro (PSL). Haddad obteve 19.534, que representa  53,34% dos votos válidos, enquanto Bolsonaro alcançou 10.904 (29,77%).

A expectativa dos petistas é que a votação de Haddad no município venha aumentar, pois, a militância continua no corpo a corpo em busca do voto, o que não se vê por parte dos eleitores de Bolsonaro, que assim como no Brasil embora esteja a frente das pesquisas não tem uma frente de coordenação.

Redação CN

 



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.