brasil

sábado, 27 de outubro de 2018 14:46

Coronel da reserva que ameaçou Rosa Weber usará tornozeleira eletrônica

Segundo a PF, o coronel poderá responder pelos crimes de difamação, injúria, constrangimento ilegal, ameaça, além de crimes previstos na Lei de Segurança Nacional.

Foto; reprodução

O coronel da reserva Carlos Alves, que publicou um vídeo com ameaças à presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Rosa Weber, usará tornozeleira eletrônica e está impedido de ir a Brasília. De acordo com informações da Folha de S. Paulo, a Polícia Federal informou que cumpriu um mandado de busca e apreensão e recolheu computadores e celulares do coronel, que chegou a chamar a ministra de “salafrária, corrupta e incompetente”, após ela se reunir com representantes de partidos políticos que solicitaram uma investigação sobre uma denúncia de que empresários apoiadores de Jair Bolsonaro (PSL) teriam financiado o impulsionamento de notícias anti-PT no WhatsApp.

Ainda segundo o jornal, a Justiça do Rio de Janeiro também determinou que o coronel Carlos Alves seja proibido de andar armado ou ter arma em casa, além de obrigar que ele se mantenha distante de ministros do Supremo Tribunal Federal, do TSE e também de Raul Jungmann (Segurança Pública).

Segundo a PF, o coronel poderá responder pelos crimes de difamação, injúria, constrangimento ilegal, ameaça, além de crimes previstos na Lei de Segurança Nacional.

Fonte: Bahia Notícias



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.