brasil

terça-feira, 02 de outubro de 2018 15:09

Doria afirma que, a partir de janeiro, polícia de São Paulo vai atirar ‘para matar’

"Não façam enfrentamento com a Polícia Militar nem a Civil. Porque, a partir de 1º de janeiro, ou se rendem ou vão para o chão", disse o tucano, em entrevista à rádio Bandeirantes. "Se fizer o enfrentamento com a polícia e atirar, a polícia atira. E atira para matar", afirmou.

Foto: Rovena Rosa/ Agência Brasil

Candidato ao governo de São Paulo, João Doria (PSDB) declarou nesta terça-feira (2) que, a partir de 1º janeiro, caso seja eleito, a polícia vai atirar para matar se criminosos reagirem.

“Não façam enfrentamento com a Polícia Militar nem a Civil. Porque, a partir de 1º de janeiro, ou se rendem ou vão para o chão”, disse o tucano, em entrevista à rádio Bandeirantes. “Se fizer o enfrentamento com a polícia e atirar, a polícia atira. E atira para matar”, afirmou.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, a afirmação contraria o método Giraldi, seguido pela polícia paulista. Ele prevê o uso progressivo da força. Ou seja, caso haja possibilidade, o mais desejável é ferir o criminoso, sem matá-lo.

Publicidade

O discurso mais duro na área de segurança é visto como uma estratégia de Doria para surfar na popularidade de Jair Bolsonaro. Em ato de apoio ao candidato, aliados do capitão reformado cobraram que Doria se posicione a favor do presidenciável do PSL.

Bahia Notícias



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.