politica

quarta-feira, 10 de outubro de 2018 14:22

Venceu em tudo. Resultados das eleições mostram força política do grupo liderado pelo ex-prefeito Junior do Max em Santaluz

A votação dos candidatos a deputado Alex e Otto Filho superou aos candidatos de outros três grupos

Em Santaluz Alex da Piatã obteve a segunda maior votação em toda Bahia. Otto Filho foi candidato pela primeira vez e disse que Santaluz será uma das suas prioridades | Foto: Raimundo Mascarenhas

Na disputa local dos seis votos que os eleitores depositaram nas urnas no domingo, dia 07, a liderança do ex-prefeito prefeito de Santaluz, Joselito Carneiro Araújo Júnior, mais conhecido por Júnior do Max (PSD), atual secretário de administração da prefeita Quitéria Carneiro (PSD), foi destaque entre os municípios que compõe o território do sisal, obtendo vitória expressiva com todos os candidatos apoiados pelo seu grupo.

Depois de perder sua primeira disputada nas urnas em 2000, Júnior do Max assumiu a liderança da política local em 2004, quando venceu seu primeiro pleito para prefeito, sendo reeleito em 2008, elegendo Zenon Nunes como sucessor em 2012 e em 2016 elegeu sua esposa Quitéria.

Lideranças caminharam no mesmo compasso e o resultado foi mais uma votação expressiva |  Foto: Raimundo Mascarenhas

Na ordem de votação, Junior do Max apresentou como candidato a deputado federal Otto Alencar Filho, que obteve 6.506 votos (32,09%), e o estadual Alex da Piatã, que obteve 7.426, correspondente a 36,47% dos votos válidos. Na sequência os senadores Jaques Wagner (PT) e Ângelo Coronel (PSD) praticamente empataram. Jaques Wagner 12.319 votos (33,35%) e Coronel 12.114 votos (34,76%) numa demonstração que o pedido para votar na chapa completa foi atendida.

O mesmo aconteceu em relação a Rui Costa, que disputou a reeleição para governador e obteve 14. 459 votos (74,22%) e Fernando Haddad, para presidente, 13.334 votos (64,49%).

Disputa com DEM, MDB e PT 

No município o PSD liderado por Júnior enfrentou os grupos liderados pelo ex-prefeito Joelcio Martins (MDB), Marcinho (DEM), atual vice-prefeito, mas que rompeu com a prefeita logo após a posse e, sem muito embate, o PT, que em 2016 lançou o cooperativista Robson Sena com candidato a prefeito e obteve 906 votos, correspondente a 3,77% dos votos válidos.

Somados os votos dos três grupos que fazem oposição ao Governo Municipal, ainda não alcançaram a votação de Alex da Piatã que venceu com uma diferença de 1.539 votos e Otto Filho foi majoritário com 469 votos.

Candidatos apoiados pelo grupo de Júnior do Max

Estadual – Alex da Piatã (PSD): 7.426 votos

Federal – Otto Filho (PSD): 6.505

Apoiados pelo grupo do vice-prefeito Marcinho

Estadual – Tom Araújo (DEM): 2.947

Federal – Elmar (DEM): 2.509

Apoiados por Joélcio Martins

Estadual – Luciano Simões (DEM): 1.815

Federal – Leur Lomanto (DEM): 1.798

Apoiado pelas principais lideranças do PT

Estadual – Fátima Nunes (PT): 1.065

Federal – Elisangela (PT): 1.729

Com referencia aos votos para o Senado, Governado e Presidente, além do grupo liderado por Junior do Max, o PT também apoiou Jaques Wagner e Ângelo Coronel, Rui Costa  e Haddad, vencendo os candidatos apoiados pelos outros grupos.

Senado

Jaques Wagner – 12.319 votos

Ângelo Coronel – 12.113 votos

Irmão Lázaro – 5.235

Jutahy – 3.826

Comandante Rangel (PSL) – 860

Governador

Rui Costa (PT) – 14.559 votos

José Ronaldo (DEM) – 4.827

João Santana (MDB) – 92 votos

Marcos Mendes (PSOL) – 48 votos

João Henrique (PRTB) – 47 votos

Presidente

Fernando Haddad (PT)– 13.344

Jair Bolsonaro (PSL) – 3.761

Ciro Gomes (PDT) – 2.498

Geraldo Alckmin (PSDB) – 514

Henrique Meirelles (MDB) – 81

Redação CN



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.