fatos-policiais

sábado, 03 de novembro de 2018 11:11

Policial Militar é encontrado morto em Salvador

Nas horas de folga, o militar trabalhava com corridas para empresa de aplicativo.

Foto: Reprodução/Correio

O policial militar e motorista Marco Antônio dos Santos foi morto depois de uma corrida por aplicativo na madrugada deste sábado (3), no bairro de Jardim Nova Esperança. O carro dele, usado para trabalhar no app 99Pop, foi encontrado pegando fogo na mesma região.

Um policial que não quer se identificar contou ao CORREIO que há suspeitas de que o assassino seja alguém ligado ao tráfico de drogas no bairro de Jaguaripe, próximo à Estrada Velha do Aeroporto. O PM afirmou que, horas após o crime, traficantes foram vistos naquela área comemorando a morte do soldado.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) não confirmou se no momento do crime o PM estava atendendo a uma chamada de corrida pelo 99Pop. Em nota, o aplicativo lamentou o crime: “A 99 informa que está apurando o ocorrido. A empresa se solidariza com a família da vítima e lamenta profundamente esse e qualquer caso de violência. O aplicativo se encontra aberto a colaborar com as autoridades”, diz o texto.

Segundo apuração inicial, o motorista havia encerrado uma corrida e, para cortar caminho, passou por um local que é considerado perigoso. Ali, teria sido reconhecido por um criminoso, o que motivou o crime.

Os Bombeiros foram chamados para combater um incêndio em um veículo Palio por volta de 0h30 de hoje. Depois de controlarem as chamas, foram informados por pessoas que estavam no local de que ali foram ouvidos gritos de socorro e depois disparos. Logo depois, uma busca foi feita e o corpo do PM foi encontrado.

A Associação dos Motoristas Particulares e Profissionais Autônomos do Estado da Bahia (Ampaba) lamentou a morte : “A categoria está abalada e entristecida com a fatalidade ocorrida na noite dessa sexta-feira (2), assassinado enquanto trabalhava pelo aplicativo 99Pop”, diz o texto. A associação destaca que vem lutando por mais medidas de segurança tanto junto às empresas de transporte como ao poder legislativo da cidade.

Segundo colegas, Marco Antônio era policial desde 2014 e trabalhava como motorista de um coronel. O sepultamento será neste domingo, às 10h, no cemitério Bosque da Paz, em Nova Brasília.

Fonte: Correio



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.