pe-de-serra

domingo, 29 de julho de 2018 10:09

A convite de Jorge Rios, João Santana visita Pé de Serra e fala sobre apoios recebidos nos territórios do sisal e Jacuípe

O pré-candidato ao Governo pelo MDB falou ainda sobre dinheiro de campanha, elogio a Temer e disse que Meirelles é o melhor para presidente.

João Santana disse que está muito satisfeito pelo que te visto nas cidades por onde passa em relação a sua pré-candidatura | Foto: Raimundo Mascarenhas

O pré-candidato ao governo da Bahia pelo MDB, João Santana, visitou na manhã de sábado dia 28, a cidade de Pé de Serra, município localizado no território do Jacuípe, atendendo ao convite do ex-vereador e presidente do diretório do partido, Jorge Rios que reuniu amigos na sua residência onde Santana concedeu entrevista a imprensa da região e depois foi servido um almoço .

Pé de Serra foi o primeiro município do território do Jacuípe a receber a visita do emedebista, cujo nome deverá ser oficializado candidato a governador na quarta-feira, dia 1º, quando a legenda realizará sua convenção.

Jorge Rios garantiu que vai seguir o apoio a toda chapa, com exerção ao deputado estadual

Jorge Rios falou ao CN que João Santana é amigo de muito tempo, ou seja, o conheceu em 1991 quando gerenciava a agência da Caixa Economia da cidade de Jequié e há seis anos, quando assumiu a liderança do então PMDB em Pé de Serra, está amizade foi estreitada.

Com larga experiência política, desde quando auxiliava seu pai, prefeito por mais de uma vez, Pedro Falconeri Rios, “Piroquinha” depois foi vereador, vice-prefeito e prefeito, Jorge Rios disse que irá trabalhar para que João seja governador da Bahia por conhecê-lo e saber de sua competência e seriedade, além de ser indicado pelo partido.

DEM e MDB terão candidaturas próprias

João Santana esteve acompanhado do pré-candidato a deputado estadual Coronel Roberto (camisa vermelha)

Em Pé de Serra, o prefeito Antonio Joilson é do DEM e o vice-prefeito, Carlos Alberto Rios, conhecido por Miinho, é do MDB, portanto, Jorge Rios acredita na boa convivência administrativa, mais as duas legendas irão apresentar candidaturas própria e o diretório local seguirá a determinação estadual.

Durante o almoço, Jorge Rios informou aos amigos que irá apoiar toda orientação do MDB, ou seja, governador João Santana, Jorge Viana, que deverá disputar uma das vagas ao Senado, deputado federal Lúcio Vieira Lima, que recentemente direcionou R$ 1 milhão em emendas. Segundo Jorge, apenas para deputado estadual ele disse que irá apoiar o democrata Alan Sanches, em agradecimento a atenção que vem dispensando as pessoas de Pé de Serra, principalmente aquelas penalizadas pela “tal regulação”.

Gratidão de João Santana

João disse que não ver nenhum candidato com essa popularidade toda que tentam passar | Foto: Raimundo Mascarenhas

O pré-candidato a governador João Santana agradeceu a forma como foi recebido em Pé de Serra e falou ao Calila Noticias que tem sido assim em todas s suas viagens, citando inclusive a reunião que participou na sexta-feira dia 27, em Jacobina, com o pré-candidato a deputado federal Rui Macedo e os membros do partido.

Além de Jorge Rios, João Santana disse que o sentido é de crescimento neste período de pré-campanha e acredita sair bem dos territórios do sisal e Jacuípe, pois o partido tem bons quadros a exemplo dos prefeitos de Baixa Grande (Heraldo Alves Miranda), São Domingos, (Izaque Junior), Serrinha, (Adriano Lima), dos ex-prefeitos de Santaluz, (Joélcio Martins), Retirolândia, (Bequinho) e de Nordestina (Geraldo), que tem a certeza que vão lhe apoiar por ser uma decisão partidária e todos são fieis a legenda.

João Santana disse que o MDB tem tradição histórica e vai crescer muito até a campanha

Questionado sobre o prefeito Jai de Barrocas também eleito pelo MDB,  Santana admitiu que ele não deverá apoiá-lo.“Esse não deverá ficar conosco por ser muito próximo de Bruno Reis, vice-prefeito de Salvador que se aproveitou da legenda e depois abandonou”, falou Santana.

Sobre a campanha e o custo financeiro, João Santana disse que não tem problema com dinheiro, pois, sempre fez campanha sem recursos e “quem acreditar em fundo partidário vai se dar mal, pois é pouco e mal dar para pagar as produtoras dos programas de rádios e TV”, falou.

Amigo de Temer

Sobre a aproximação com o presidente Michel Temer e a baixa popularidade que tem perante o povo brasileiro, João Santana disse que isso não irá atrapalhar sua campanha e que não é Temer, “ele é meu amigo, meu companheiro de partido, inclusive sou o mais velho e é um homem de bem e por duas vezes ajudou o PT a ganhar eleição”, lembrou João Santana.

Ouça sua opinião sobre Michel Temer, ações do governo, em especial na Bahia e o pré-candidato a presidente do MDB, Henrique Meirelles.

Sobre Geddel ele disse respondeu algo semelhante ao que disse sobre Temer, no entanto pediu para não confundir João Reis com ninguém. Ele não condenou Geddel pois disse que essa não é uma tarefa sua e questionado se em um debate lhe perguntarem se a mala de dinheiro encontrada no apartamento de Geddel não atrapalha ele disse: se a pergunta vier do governador eu pergunto se o dinheiro desviado da Arena Fonte Nova também não prejudica o pré-candidato do Senado indicado por ele, no total de R$ 83 milhões”, disse.

Redação CN



COMENTÁRIOS

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Calila Noticias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. O Calila Noticia, poderá remover sem aviso prévio qualquer comentário que seja considerado ofensivo e contenha palavras de baixo calão.